(11) 9 9191 6085
Fale conosco
Você está em: Página inicial / Posts / Medo da morte ou de nascer

Medo da morte ou de nascer

Medo da morte

O que é viver? Viver é ter total consciência que estamos caminhando para a morte, temos esta certeza de que vamos morrer, mas então porque o medo da morte? Outra observação, se esta é a trajetória que obrigatoriamente iremos trilhar então porque fazer do trajeto um sofrimento?

Um dia vamos estar no necrotério dentro de um caixão de defunto, por ser o último que vamos participar então neste dia seremos o protagonista do velório, mas apesar de sabermos disso ninguém aceita a morte de bom grado e como parte integral da vida, sabemos que vamos morrer, mas vivemos com uma certeza de que  vamos viver no futuro, alias muitas pessoas tem uma convicção inabalável que este futuro vai chegar, imagine uma pessoa com 50 anos de idade, ela está a 50 anos o tempo todo no momento presente, e sem nunca ter saído nem um segundo se quer, mas mesmo assim continua convicta de que o futuro vai chegar.

Podemos e devemos compreender que sim é verdade, o futuro vai mesmo chegar, porque a morte está no futuro, mas enquanto estivermos vivos na face desta terra, estaremos vivendo tão somente neste momento presente. A vida só pode ser vivida no presente e a morte só será experenciada no futuro.

Os seres humanos tem este medo por causa da morte ser o desconhecido, morrer nos parece ser uma espécie de nascer para outro mundo totalmente desconhecido. Se nós pudéssemos examinar, sentir e até mesmo apalpar o lugar para onde vamos, acredito com uma convicção inabalável que a maioria das pessoas anteciparia a partida.

Olha que curiosidade interessante, se isso acontecesse, de uma pessoa poder examinar o pós que morte para saber como vai ser depois de chegada sua hora, o que tal pessoa estivesse olhando, sentindo ou até apalpando seria completamente projeção de sua própria mente, alias é assim que causamos nosso sofrimento, por alguma razão temos a crença do sofrer impregnada, e assim sendo continuamos no vício de gerar de novo e de novo tal energia.

Este medo da morte é totalmente informação erronea introjetada, se nos fosse passado que seria o processo mais natural do mundo, até mesmo porque ele o é, não ocorreria nenhum sofrimento em nosso mental ao nos depararmos com a morte.

Um dos maiores medo de toda a nossa existência é o medo de nascer, tememos que pudesse sair alguma coisa errada, é um momento de muita tensão por parte de nossa progenitora e consequentemente o fato de ela estar insegura nos deixa apavorados.

Nosso mental é sempre uma espécie de Maria vai com as outras, e se ela está torcendo para dar tudo certo, mas não tem certeza se realmente vai dar certo, isto nos deixa em “Pânico Total” porque nos é passado que naquele momento um problema para ela equivale a um risco de morte para nós.

Se estivermos vivos é porque deu tudo certo não é mesmo? Mas ficou o registro de que ir para um lugar novo e desconhecido pode ser perigoso, sempre ficaremos com esta sensação de que neste quesito nós obrigatoriamente teremos que fazer tudo no improviso e ficará no rascunho, pois não nos é permitido passar a limpo. Morreu, então não terá segunda chance, este é um caminho sem volta..

Uma grande parte de nossos medos desaparece quando compreendemos que ir para o novo não pode ser regredir na vida, o que de pior pode nos acontecer é continuarmos na mesma, mas andarmos para trás é impossível, nossa essência não regride..

Lembro uma vez que um participante de um curso nosso, ao final de uma regressão a vida intrauterina comentou: - meu medo agora desapareceu, ficou para mim muito nítido que eu somente saí de um útero bem menor para um muito maior, pois a minha vida continuou dentro de uma certa normalidade..

Senhores é assim que concebo a morte do corpo, nossa essência se integrando ao todo, uma espécie de “nascer de verdade”, um acordar para poder olhar este universo, uma interação incomensurável de grande, mas claro que tão grande assim, somente para a nossa pequena compreensão mental de hoje, pois para a sabedoria que iremos desabrochar o fator tamanho irá desaparecer, vale lembrar que já estamos desabrochando para esta imensa paz, quer queiramos ou não isto continuara acontecendo..

Uma das melhores atitudes para achar a morte a coisa mais natural do mundo é nos dedicarmos tanto quanto possível à nossas meditações, pois sabendo como sabemos que somos um embrião em formação, e que em no maximo cento e poucos anos este embrião estará totalmente formado, uma vez vivendo meditativamente iremos em paz para o nosso “Novo Nascimento”..

Por Amadeu Wolff
Fale com o Terapeuta
Celular TIM: (11) 9 9191 6085
WhatsApp: 11 9 9191 6085
.

 . .

Veja mais posts deste blog
 
Comentários:
Deixe aqui seu comentário sobre este post:
Nome:
Comentário:
CAPTCHA Image   Reload Image
Digite as letras abaixo:

WhatsApp: (11) 99191 6085
(11) 9 9191 6085